Olá, tudo bem? Hoje vamos trazer algumas respostas às principais dúvidas ao fazer um arquivo gráfico.

Com a tecnologia ao alcance de todos é cada vez mais comum pessoas comuns criarem os seus próprios arquivos para a impressão de materiais gráficos. Seja pela criatividade nata ou pela própria comodidade, muitas vezes essas pessoas acabam perdendo tempo por criarem algo impossível de serem utilizados na indústria gráfica. Então, vamos listar aqui as principais dúvidas sobre como enviar seu arquivo para a gráfica:

Posso usar o Photoshop?

No desenvolvimento do material gráfico você pode e deve utilizar o Adobe Photoshop para o tratamento de fotos e imagens, mas para por aí! O Adobe Photoshop é um programa específico para o tratamento de imagens e não possui saída gráfica, como já falamos aqui. No mínimo, dá para ser usado para fazer banners para serem usados na internet.

Caso sua intenção seja fazer um material para ser impresso em gráfica, prefira usar o Corel Draw ou o Adobe Illustrator para materiais simples como flyer, cartão de visitas, cartazes e embalagens e o Adobe InDesign para livros, revistas, catálogos e outros materiais que possuem mais que 12 páginas.

Tenho que ter algum cuidado com tamanho?

Com toda certeza! Ao fazer um arquivo gráfico é muito importante pensar nos detalhes. Por isso, além de montar o arquivo já no tamanho exato do corte, você ainda precisa se preocupar com a sangria e a margem de segurança, como já falamos aqui, também. É muito importante prever esses dois itens para evitar problemas como cortes torto aparecendo o papel em branco ou cortar a informação.

O ideal é que deixe ao menos 4mm para a sangria e mais 4 para a margem de segurança.

Preciso me preocupar com alguma questão relacionada às cores?

Sim, e é muito comum o arquivo voltar para a correção deste item. A indústria gráfica trabalha com dois tipos de cores: CMYK e especial, que pode ser da marca Pantone – a mais conhecida ou outras marcas que produzem cores “prontas”. No sistema de cores CMYK a junção delas trará o tom e a nuance desejada, por exemplo, a cor verde será a junção de ciano e amarelo, principalmente, podendo conter o magenta e o preto também. Já a tinta especial é a cor desejada já pronta, sem a necessidade da junção de outras tintas para obter a cor desejada.

Por isso, revise sempre o seu material para verificar que ele está em CMYK ou cor especial para a impressão, lembrando que para a impressão de materiais com cores especiais é necessário já ter solicitado este item no orçamento, pois os valores podem mudar.

Outro erro muito comum, ainda falando em cores, é o recebimento de texto em preto nas quatro cores, quando o correto é estar apenas na camada do preto. Evite texto, imagens ou objetos cuja a soma dos quatro canais de cores seja maior que 280, para evitar que o material decalque. Exemplo: 100% Ciano, 100% Magenta, 50% Amarelo e 50% Preto, cuja soma daria 300.

Monitores usam sistema RGB, mas a impressão, não. Por isso, é muito importante também que nada seja enviado em RGB, pois a conversão pode tonar a foto ou imagem opaca, interferindo na qualidade e na expectativa do cliente ao receber o material.

Por que me falaram que a foto estava em baixa resolução?

Outro ponto que pode fazer total diferença na qualidade de um material gráfico é a qualidade de uma foto e/ou imagem. É muito comum uma pessoa leiga ver uma foto bonita na internet e querer usá-la em um folder A3, por exemplo, porque na tela do computador abriu grande.

O que muita gente não sabe é que fotos e imagens para a internet possuem 72 dpi (dots per inch ou, em português, pontos por polegadas) e para impressão, esse mesmo arquivo precisa estar com 300 dpi, ou seja, precisa ser pouco mais de quatro vezes maior.

É importante ressaltar que nenhuma gráfica tem o poder de mexer na resolução de um material enviado por um cliente para melhorá-lo. Você pode reduzir quantas vezes quiser uma resolução, mas jamais conseguirá aumentá-la. Por isso, verifique a se a resolução é compatível com o que a indústria gráfica trabalha e em caso de dúvidas, fale com os atendentes.

 

Fazer um arquivo para enviar a uma gráfica não é tão complicado como parece, mas estar atento a todos esses detalhes acima, com certeza farão a total diferença na qualidade do material a ser impresso.

Ficou com alguma dúvida? A Gráfica Cartex está à disposição para esclarece-las!

WhatsApp chat