Olá, tudo bem? Hoje vamos falar sobre o arquivo PDF e sua importância na área gráfica.

Você com certeza já deve conhecer a extensão PDF, que significa Portable Document Format ou, em português, Formato de Documento Portátil.

Atualmente o PDF é um tipo de arquivo muito difundido e conhecido por praticamente todas as pessoas que utilizam um computador ou smartphone, principalmente depois que o Google Chrome possibilitou a abertura do documento no próprio navegador.

Talvez você nunca tenha parado para pensar que praticamente todos os softwares permitem gerar uma cópia do documento em PDF. Isso facilita demais a leitura de documentos oriundos de softwares especializados, como o Auto Cad, o Corel Draw, o Illustrator, entre outros exemplos.

Um arquivo PDF permite ser lido em praticamente quaisquer plataformas ou dispositivos!

Mas por que é tão importante para a área gráfica?

Já falamos aqui como funciona o processo gráfico para o fechamento de arquivo. Como existem diversos softwares de saída gráfica, o PDF é o arquivo ideal para dar sequência à confecção das chapas. Mas, para isso, não basta ser qualquer PDF!

Quando o arquivo é exportado pelo Corel Draw, o programa oferece as seguintes opções de exportação:

Estas opções são similares em outros programas de design gráfico. É importante que você entenda a funcionalidade das opções mais usuais no meio gráfico:

  • Pré-impressão: É geralmente usada gerar um arquivo para impressão em plotter ou em impressão digital. Ele oferece muita qualidade ao arquivo, já que sua finalidade é a impressão e costuma ser um arquivo bem pesado. Apesar de também ser uma opção para ser enviado à confecção de chapas para impressão, é pouco utilizado.
  • Web: É um arquivo muito comprimido, por isso, é extremamente leve se comparado com as demais opções, mas a qualidade fica totalmente a desejar. É utilizado para enviar os arquivos via web, como por e-mail, whatsapp ou disponibilizar em páginas.
  • Distribuição de Documento: É um arquivo intermediário entre o da pré-impressão e web, tanto na qualidade, quanto no seu peso. É ideal para usar em apresentações, por exemplo. Quando o arquivo não está muito pesado, vale muito mais a pena apresentar este tipo de PDF ao da opção WEB, pois sua qualidade é superior.
  • PDF/X-1a: É o mais utilizado na área gráfica. Ele é mais leve se comparado com a opção Pré-Impressão, e seu processamento é mais rápido. Além disso, possui menos chances de erros na saída para a gravação das matrizes.

Se você vai enviar um arquivo fechado para a gráfica, procure sempre enviar na opção PDF/X-1a, pois além de oferecer um arquivo mais leve, ele mantem qualidade superior às demais opções e ainda é a versão que apresenta um menor risco de erros, como texto corrido, quadrados no lugar de imagens entre outros erros comuns que ocorrem no momento da gravação das matrizes.

Vale a pena lembrar que cada caso é um caso e aqui, relatamos o que é praticado na Gráfica Cartex e no mercado regional. Outras localidades ou gráficas que trabalham com outros sistemas de impressão podem ter preferência ou até mesmo exigência por algum outro tipo de PDF.

Você também pode gostar